“Olhar para fora, olhar além, olhar para o céu”. Este deveria ser o lema de nossa caminhada.
Seria uma boa maneira para evitar as banalidades da vida, as teorias humanas e o vazio da vida.
Veja o que Paulo disse em Colossenses 3:2, “Pensai nas coisas que lá do alto, não nas que são aqui da terra”.
Quando pintar o desânimo, a tristeza ou algum sofrimento, olhe para o alto, olhe para o céu, só assim, como viajante da vida, você terá a paz.
Alguns pontos da existência ninguém consegue explicar. É nesse momento que como filhos de Deus, buscamos a orientação da Palavra e nela descobrimos que fomos criados por Deus.
Fomos criados e recriados à imagem de Deus.
Existem duas correntes muito fortes no mundo: o criacionismo e o evolucionismo. Não há espaço aqui para discussão ou para uma abordagem aprofundada.
Todavia, não posso deixar de dizer que a doutrina da criação confere sentido à vida, justamente porque mostra o sistema de vida que Deus projetou para Suas criaturas.
No mundo ideal de Deus, seres dotados de livre arbítrio viveriam felizes, livres do sofrimento e capazes de desenvolver todas as maravilhosas faculdades com que foram dotados.
O pecado estragou tudo, mas o plano da recriação está de pé e é graciosamente oferecido por Jesus a cada ser humano.
Enquanto o novo céu e a nova terra não vem, Deus nos apresenta em Sua Palavra o guia para a vida plena, mesmo aqui deste lado da eternidade.
Pela graça de Deus podemos compreender os pilares de uma vida com propósito, como estabelecidos na palavra de Deus.
Louvado seja o Senhor!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário