Bom dia a todos. O tema de hoje é: “A Divindade de Cristo”.
Paulo foi um rígido fariseu. Por isso essa declaração de Paulo se torna mais importante ainda ao tratarmos do tema da divindade de Cristo. “Pois Ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus”. Filipenses 2:6.
O livre de Hebreus, escrito para os judeus que eram vigorosos monoteístas, assim como Paulo, contém diversas declarações ressaltando a divindade do Filho de Deus. (Veja por exemplo Hebreus 1:8-9).
Jesus não andava pelas ruas de Jerusalém proclamando Sua divindade, no entanto os quatro escritores do Evangelho registram fios de evidências que revelam que era assim que Ele reconhecia a Si mesmo. (Mateus 13:41; Marcos 2:5-10; Lucas 24:50-52 e João 9:35-38).
Quando Caifás, o sumo sacerdote, perguntou se ele era o Cristo, Filho de Deus, Jesus simplesmente respondeu: “Tu o disseste”. Mateus 26: 64.
Quando compreendermos que Deus o Pai, Deus o Filho e Deus o Espírito Santo, trabalham juntos em nosso favor desde antes da fundação do mundo, nunca mais discutiremos o assunto da divindade de Cristo no sentido de negá-la.
Tenham todos um ótimo dia.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário