Bom dia a todos. O tema de hoje é: “A lei como nosso vigilante”.
Nos escritos de Paulo temos duas conclusões básicas sobre a lei. 1) a lei não anula nem revoga a promessa de Deus feita a Abraão; 2) a lei não se opõe à promessa.
Se ela não revoga nem se opõe à promessa, e tudo isso é verdade, qual é então o papel da lei?
O papel da lei para o cristão que vive realmente em Jesus, pela fé, é servir de guardião.
Veja as colocações de Paulo em Gálatas 3: 23-24, “Antes que viesse esta fé, estávamos sob a custodia da lei, nela encerrados, até que a fé que haveria de vir fosse revelada. Assim, a lei foi o nosso tutor até Cristo, para que fôssemos justificados pela fé”.
A lei não é um tipo de maldição que Deus colocou sobre Israel, pelo contrário, é para ser uma bênção.
“E assim a lei é santa, e o mandamento santo, justo e bom”. Romanos 7:12.
Vou fazer uma ilustração apenas. Se você não fuma por exemplo. Ao entrar num local público onde está uma placa dizendo: É proibido fumar neste local. Aquela lei é para penalizar você que não fuma ou é para proteger?
É claro que é apenas uma ilustração, e muito simples por sinal, mas dá para ter uma ideia do que podemos entender sobre a lei da qual Paulo fala.
Tenham todos um ótimo dia.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário