Bom dia a todos. O tema de hoje é: “Calçando os Sapatos das Pessoas.”
O grande segredo nas relações pessoais não é prover o que pensamos que as pessoas precisam, mas sim descobrir o que elas veem como prioridade.
Veja o que Paulo pensava e como agia a esse respeito: “Porque, sendo livre para com todos, fiz-me servo de todos para ganhar ainda mais. E fiz-me como judeu para os judeus, para ganhar os judeus; para os que estão debaixo da lei, como se estivesse debaixo da lei, para ganhar os que estão debaixo da lei. Para os que estão sem lei, como se estivesse sem lei (não estando sem lei para com Deus, mas debaixo da lei de Cristo), para ganhar os que estão sem lei. Fiz-me como fraco para os fracos, para ganhar os fracos. Fiz-me tudo para todos, para por todos os meios chegar a salvar alguns. E eu faço isto por causa do evangelho, para ser também participante dele.” 1 Coríntios 9:19-23.
Devemos fazer tudo o que estiver ao nosso alcance, sem abrir mão de princípios, é claro, para estarmos em melhores condições de conduzir pessoas à verdade do evangelho.
Foi o que Jesus fez. Ele se identificava com as pessoas a quem viera salvar.
Jesus entrou em nossa experiência por isso Ele pode alcançar as pessoas onde elas se encontram.
Hebreus 4:15, diz: “Pois não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas, mas sim alguém que, como nós, passou por todo tipo de tentação, porém, sem pecado.”
Se seguirmos os passos de Jesus, assim como Ele, haveremos de encontrar as pessoas no contexto da própria vida delas.
Calçar ou andar com os sapatos dos outros significa tentar entender a vida, com todas as suas dificuldades e problemas através das perspectivas deles. Significa compreender suas dores e alegrias.
Tenham todos um ótimo dia.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário