Bom dia a todos. O tema de hoje é: “Deus como arquiteto.”
Sem dúvida alguma, Deus é amante do “belo”.
“Tributai ao Senhor a glória de seu nome; trazei presentes, e vinde perante ele; adorai ao Senhor na beleza da sua santidade.” 1 Crônicas 16:29.
No Sinai, Deus deu os Dez mandamentos, deu instruções de como obedecer, e também ensinou sobre beleza. Orientações específicas de como desenvolver um belo santuário.
Deus foi o arquiteto do santuário, dando inclusive habilidade artística para a execução da obra.
“Fala aos filhos de Israel, que me tragam uma oferta alçada; de todo o homem cujo coração se mover voluntariamente, dele tomareis a minha oferta alçada. E esta é a oferta alçada que recebereis deles: ouro, e prata, e cobre, e azul, e púrpura, e carmesim, e linho fino, e pelos de cabras, e peles de carneiros tintas de vermelho, e peles de texugos, e madeira de acácia, azeite para a luz, especiarias para o óleo da unção, e especiarias para o incenso, pedras de ônix, e pedras de engaste para o éfode e para o peitoral. E me farão um santuário, e habitarei no meio deles. Conforme a tudo o que eu te mostrar para modelo do tabernáculo, e para modelo de todos os seus pertences, assim mesmo o fareis.” Êxodo 25:1-9
Se o santuário terrestre foi apenas uma sobra do celestial, é difícil até de imaginar o tipo de beleza que deve existir no verdadeiro santuário, feito pelo próprio Deus.
Tenham todos um ótimo dia.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário