Deus Proverá
Gênesis 22:1-19. Ler o texto.

Comentários:
Uns 20 anos se passaram.
Deus colocou Abraão à prova.
Os cananitas ofereciam seus primogênitos aos deuses.
Mas Deus proíbe tais sacrifícios. Levítico 18:21, 20:2, Deuteronômio 18:10. Não matarás. Êxodo 20:13.
Abraão discutiu com Deus sobre poupar Sodoma, mas não discutiu com Deus sobre poupar Isaque.
Não contou para a esposa.
Saiu de madrugada.
2 dias longos e 2 noites em oração.
Satanás por perto.
De manhã, Abraão viu a glória no Moriá.
Os servos não subiram a montanha.
“Eu e o rapaz iremos até lá, e havendo adorado, voltaremos para junto de vós”. (Gênesis 22:5).
Isaque levava a lenha e Abraão a faca e o fogo.
A pergunta do filho: meu pai, está tudo aqui mas, onde está o cordeiro?
Deus proverá para si o cordeiro, meu filho. E seguiam ambos juntos.
Construiu o altar, colocou a lenha sobre o altar.
Contou ao filho que ele era o sacrifício exigido.
Isaque partilhava da fé do seu pai e por isso não ofereceu resistência alguma.
“No lugar indicado construíram o altar, e sobre o mesmo colocaram a lenha. Então, com voz trêmula, Abraão desvendou a seu filho a mensagem divina. Foi com terror e espanto que Isaque soube de sua sorte; mas não opôs resistência. Poderia escapar deste destino, se o houvesse preferido fazer.” PP 152.
Com lágrimas e suspiros amarrou o filho e o deitou sobre a lenha que estava sobre o altar.
Quando tomou a faca para imolar o sacrifício, o anjo do Senhor bradou:
Não faças mal ao menino, sei que temes a Deus e não me negaste o teu filho, único filho.
O Senhor Jesus é o anjo do Senhor.
Quando o artigo definido “o” é usado, está especificando um ser único, separado dos outros anjos. O anjo do Senhor fala como Deus, identifica-se com Deus e exercita as responsabilidades de Deus (Gênesis 16:7-12; 21: 17-18; 22:11-18; Êxodo 3:2; Juízes 2:1-4; 5:23; 6:11-24; 13:3-22; 2 Samuel 24:16; Zacarias 1:12; 3:1; 12:8). As aparições do anjo do Senhor cessaram depois da encarnação de Cristo. Anjos são mencionados inúmeras vezes no Novo Testamento, mas “O anjo do Senhor” nunca é mencionado no Novo Testamento.
Havia um cordeiro preso pelos chifres.
No monte do Senhor se proverá.
Quando tudo parecer perdido, Deus proverá.
No seu casamento.
Se você perdeu a fé.
Emprego perdido.
Se o filho está extraviado.
Perdeu a saúde e a alegria.
Na crise existencial da vida.
Quanto tudo parecer perdido.
Deus proverá.
Exemplos bíblicos.
Moisés diante do Mar Vermelho. Êxodo 14.
Josué diante de Jericó. Josué 6.
Josafá diante dos exércitos moabita, amonita e meunita. 2 Crônicas 20.
Mulher com hemorragia. Marcos 5.
Maria e Marta no caso da morte de Lázaro. João 11.
Quais as providências em nossa vida???
No caso de Jesus não houve provisão, substituto, porque Ele é a provisão, Ele é o substituto. Apocalipse 13:8. 2 Coríntios 5:21.
Isaque é um tipo de Cristo. É uma ilustração do sacrifício de Jesus.
Similaridades:
a) “Toma o teu filho, o teu único filho, Isaque”, a quem amas, (Gênesis 22:2).
“Porque Deus amou que deu o seu Filho unigênito…” (João 3:16).
b) “…vai-te à terra de Moriá, e oferece-o ali…”(v.2); acredita-se que foi nessa área onde a cidade de Jerusalém foi construída muitos anos depois e onde Jesus foi crucificado fora da porta de sua cidade (Hebreus 13:12).
c) “oferece-o ali em holocausto” (v.2); “Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras” (1 Coríntios 15:3).
d) “Isaque carregou a lenha” (v.6). Jesus: “E, levando ele às costas a sua cruz…” (João 19:17).
e) “… mas onde está o cordeiro para o holocausto?” (v.7); João disse: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo” (João 1:29).
f) Isaque, o filho, agiu em obediência ao seu pai em se tornar o sacrifício (v.9); Jesus orou: “Pai meu, se este cálice não pode passar de mim sem eu o beber, faça-se a tua vontade” (Mateus 26:37).
g) Ressurreição – Abraão considerou que Deus era poderoso para até dentre os mortos o ressuscitar Isaque” (Hebreus 11:17-19).
Jesus: “E que foi sepultado, e que ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras” (1 Coríntios 15:4).
Deus quis verificar se Abraão O amava mais que a seu filho Isaque.
Sacrificar o filho significava: não terás outras deuses diante de mim…
Possíveis conflitos vividos por Abraão:
Como pai, amava o filho Isaque, contudo, como servo do Senhor sabia que precisava obedecer.
Não havia nenhuma razão vinda de Deus que justificasse tal pedido.
Como sacrificar o filho, diante da promessa de se formar uma grande nação à partir de Isaque?
Obediência imediata. Mesmo sem entender o motivo da ordem de Deus, Abraão obedeceu imediatamente. (v.3)
Possivelmente quando caminhava rumo ao holocausto, um turbilhão de pensamentos pairava na mente do pai Abraão. Contudo, pela fé ele caminhava em obediência ao Senhor.
Abraão creu que Deus ressuscitaria seu filho Isaque. Ao dizer aos seus servos: “Esperai aqui,… e, havendo adorado, voltaremos para junto de vós.” (v.5).
Seres celestiais foram testemunhas daquela cena… Compreenderam através dela, o plano da salvação.
Vou repetir:
Quando tudo parecer perdido, Deus proverá.
No casamento.
Se você perdeu a fé.
Emprego perdido.
Se o filho está extraviado.
Perdeu a saúde.
Na crise existencial da vida.
Deus proverá.
Que as provisões de Deus alcancem você e sua família.
Pastor Neumoel Stina
IASD UNASP-SP
28/02/2015

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário