Bom dia a todos. O tema de hoje é: “Escravizados aos princípios elementares”.
Nestas últimas semanas eu já disse mais de uma vez que a carta de Paulo aos Gálatas apresenta temas, aparentemente, muito complexos.
“Digo, pois, que durante o tempo em que o herdeiro é menor, em nada difere do escravo, posto que é ele senhor de tudo. Mas está sob tutores e curadores até o tempo predeterminado pelo pai. Assim, também nós, quando éramos menores, estávamos escravizados aos princípios elementares do mundo”. Gálatas 4:1-3.
A que princípios elementares Paulo estaria se referindo?
A ênfase de Paulo sobre o estado da humanidade como “menores” antes da vinda de Cristo, sugere que ele estava se referindo aos princípios elementares da vida religiosa. Paulo estava dizendo que o período do Antigo Testamento com suas leis e sacrifícios era apenas a cartilha do evangelho que delineava os fundamentos da salvação.
As leis cerimoniais não foram dadas para tomar o lugar de Cristo. Por mais instrutivas e importantes que fossem para Israel, as leis cerimoniais eram apenas sombras do que estaria por vir.
Tanto é verdade que na hora que Jesus morreu no Calvário, o véu do Santuário se rasgou de alto a baixo (Mateus 27:50-51).
Em palavras mais simples posso dizer o seguinte: Estabelecer a vida em torno das regras em vez de construir nosso relacionamento com Cristo é como voltar no tempo.
“Jesus Cristo é o caminho, a verdade e a vida”. João 14:6.
Tenham todos um ótimo dia.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário