Juízo com Misericórdia e Graça – Sofonias
Uma rápida menção aos temas anteriores:
Oseias-Amor Incondicional e Intencional
Joel-Amor Restaurador.
Amós-Amor Compassivo.
Obadias-Amor Libertador.
Jonas-Amor Inclusivo.
Miqueias-Amor Misericordioso.
Naum-Conforto e consolação.
Naum é o único dos profetas menores que não tem um final feliz. Porque o juízo é terrível contra os ímpios.
Habacuque-Confiança inabalável. Amor que castiga, mas salva.
Hoje vamos analisar o livro de Sofonias.
Sofonias-Juízo com graça e misericórdia.
Sofonias nasceu durante o reinado de Manassés, o mais perverso dos reis de Judá, e seu ministério profético se deu nos dias de Josias, rei de Judá e neto de Manassés, (640-609Ac).
Sofonias significa escondido em Jeová. Talvez porque ele foi protegido, quando bebê, quando Manassés mandou matar as crianças.
Sofonias é o último dos profetas menores antes do cativeiro babilônico, (605 AC).
Ideia do livro: O juízo está chegando, mas a misericórdia e a graça ainda estão disponíveis.
Ensinamento especial em Sofonias. Ele ensina que o juízo de Deus não é apenas punitivo, mas também corretivo. Razão porque Sofonias usa a expressão: Buscai ao Senhor, (2:3).
Sofonias é um profeta clássico. Diferente de Daniel por exemplo.
Apenas 3 capítulos e 53 versos, nada mais. Salmo 119, 176 versos. Obadias tem só 1 capítulo com 21.
Vejamos um rápido esboço do livro:
1:1-6 – Prólogo e razões da ameaça.
1:7-18 – O dia do juízo e seus efeitos.
2:1-7 – Juízo contra os filisteus.
2.8-11 – Juízo c/ Moabe e Amom.
2:12-15 – Juízo c/ Etiópia e Assíria.
3:1-7 – Juízo contra Jerusalém.
3:8-20 – Salvação da Filha de Sião.
Poderíamos também olhar o livro do ponto de vista da visão, do olhar.
Olhar para dentro. Ira vindoura e convite ao arrependimento. 1:1-2:3.
Olhar ao redor. A ira divina contra as nações por sua indiferença quanto a Deus. 2:4-3:8.
Olhar para além do horizonte. Após a ira vem a salvação. 3:9-3:20.
Existem outras abordagens. Outros esboços.
Pontos mais importantes do livro.
– 1:1, Provavelmente era de linhagem real, pois sua apresentação biográfica permite que assim concluamos. Provavelmente tataraneto de Ezequias. A palavra veio do Senhor, nos dias de Josias, rei de Judá.
– 1:2-6, Destruição completa. Homens, animais, aves, e peixes. Estenderei a mão contra Judá e os habitantes de Jerusalém. Baal, ministrantes dos ídolos, (auxiliares de sacerdotes que usavam vestes pretas e tinham a função de levar as vítimas para o sacrifício), sacerdotes, adoradores do exército do céu e de Milcom. (Deus Moloque, dos Amonitas. Oferecimento de crianças). Os que deixam de seguir ao Senhor. (Jeremias 2:13, A mim me deixaram e cavaram cisternas rotas para si). Sincretismo religioso com seus sacrifícios humanos, luxuria, idolatria, astrologia e consulta aos mortos. Uso de roupas estrangeiras significa aceitação dos costumes dos povos e suas práticas pagãs.
Ler 2 Reis 21:1-12. Manassés (filho de Ezequias), reinou 55 anos (12-67). Ofereceu o filho em sacrifício e mandou serrar o profeta Isaías ao meio, Hebreus 11:37).
– 1:7, 14 e 17, O juízo está perto e se aproxima com rapidez. O dia do Senhor é de assolação e amargo que até mesmo os poderosos vão clamar. É dia de angústia.
– 2:1-7, Nas ameaças aos filisteus, há um chamado para que busquem ao Senhor (3), e ainda diz que o Senhor atentará, mudará a sorte de Judá, (7).
– 2:8-11, Nas ameaças contra Moabe e Amom, o profeta fala do escárnio e das injúrias de Moabe e Amom contra o povo de Deus. Estes dois povos se tornarão como Sodoma e Gomorra: campos de urtigas e poços de sal.
– 2:12-15, Nas ameaças contra a Etiópia e a Assíria, morte pela espada para os etíopes e desolação total para a Assíria.
– 3:1-7, Nas ameaças contra Jerusalém, Deus a chama de cidade opressora, rebelde, manchada, e que não atende, não aceita disciplina. Seus príncipes são leões, seus juízes lobos da noite, profetas levianos e pérfidos, sacerdotes que profanam o santuário e violam a lei. O profeta fala ainda do Senhor, justo, que manhã após manhã, traz o Seu juízo à luz.
E por fim a salvação da filha de Sião, da filha de Jerusalém, da própria Jerusalém.
– 3:8-20, Esperai-me. Minha resolução é ajuntar as nações e congregar os reinos. Darei lábios puros ao povos. Não te envergonharás das tuas obras. Deixarei no meio de ti um povo modesto e humilde que confia no nome do Senhor.
Canta ó filha de Sião, rejubila, ó Israel. O Senhor afastou as sentenças que eram contra Jerusalém. O Senhor lançou fora os inimigos. O Rei de Israel, o Senhor está no meio de ti.
Naquele dia se dirá a Jerusalém: Não temas, ó Sião, não se afrouxem os teus braços, pois o Senhor, Teu Deus, está no meio de ti.
Eu congregarei os entristecidos.
Eu vos farei voltar e vos recolherei.
Farei mudar a vossa sorte diz o Senhor.
Detalhes:
Os mansos da terra são os que se mantêm fiéis a Deus e são por Ele guiados.
Quando olhamos o mundo de hoje, pensamos: é o fim! Porém, naqueles dias Judá vivia como hoje ou pior do que hoje.
Podemos nós realizar alguma boa obra? Não. Como então podemos produzir frutos para a vida eterna?
“Permanecei em mim, e eu permanecerei em vós. Como não pode o ramo produzir fruto de si mesmo, se não permanecer na videira, assim, nem vós o podeis dar, se não permanecerdes em mim”. João 15:4.
Devemos perceber que embora o livro tenha acusações contra Judá e Jerusalém, assim como para outras nações, o final do livro mostra a restauração do povo de Deus.
“Pela oração, pelo estudo de Sua Palavra, pela fé em Sua constante presença, a mais fraca das criaturas humanas pode viver em contato com o Cristo vivo, e Ele a segurará com mão que nunca a soltará”. A Ciência Bom Viver, 182.
“As profecias de Sofonias sobre Judá se aplicam com igual força aos juízos que devem cair sobre um mundo impenitente por ocasião da segunda vinda de Cristo”. Profetas e Reis, 389.
O Senhor se deleitará em ti com alegria, (3:17). Hebreus 12:2, “Em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz”. Isaías 53:11, “Verá o fruto do penoso trabalho de sua alma e ficará satisfeito”.
Sofonias é o profeta que mais mencionou o dia do Senhor.
Sofonias é um exemplo para os ministros modernos, para a IASD, que tem a missão de pregar as 3 mensagens angélicas, que começa com o Juízo, Apocalipse 14:6-12.
Qual é a mensagem de Sofonias para nós hoje?
Em seus dias era assim: condição social, moral e religiosa. Desastre completo.
Corrupção moral: Luxuria por todos os lados. Atração pelos prazeres sensuais e carnais; atuação desmedida no que dizia respeito aos prazeres sexuais, lascívia, corrupção de costumes, sensualidade.
Injustiça social: Fortunas eram criadas com a opressão do pobre. A pessoa humana perdera completamente o valor. Virara lixo e nada mais.
Degradação religiosa: adoração aos ídolos se misturava com a adoração a Jeová. O culto se transformara numa mistura de adoração, sexo, corrupção e sacrifícios humanos. Os sacerdotes eram idólatras e tanto no templo como nas casas adorava-se o exército do céu. O povo ficou cético, indiferente, amava o adultério e o dinheiro, e declarava: o Senhor não faz nem bem nem mal, (1:12).
Que mensagem traz o sermão de hoje para nossa igreja? E para cada um de nós individualmente?
Olhe para dentro. Da igreja, de você.
Olhe ao redor. O mundo.
Olhe além do horizonte. O futuro.
Que Deus nos ajude!!!

Pastor Stina
UNASP-SP 23/08/2014

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário