Graças a Deus porque ainda existem pessoas que compreendem o quanto é importante para a igreja nos dias atuais, em que a confusão religiosa se espalha por toda parte, a direção de Deus para o Seu povo através da revelação profética.
Como igreja, podemos afirmar com segurança: somos o que somos hoje, por causa da direção de Deus, através da revelação profética, ao longo da história.
O plano de Deus era que existisse uma comunicação direta com Sua criaturas, como acontecia com Adão, que diariamente conversava com Ele. A entrada do pecado, porém, comprometeu essa comunicação e Deus passou a falar com os seres humanos através dos profetas.
Na Bíblia, profeta é alguém que recebe comunicações de Deus e as transmite ao povo.
PALAVRA DO SENHOR: “Certamente, o Senhor Deus não fará coisa alguma, sem primeiro revelar aos Seus servos, os profetas”. Amós 3:7.
Como podemos identificar um profeta? As principais maneiras pelas quais Deus se comunica com os profetas são sonhos ou visões. Os sonhos ocorrem enquanto o profeta dorme e as visões enquanto está acordado (Números 12:6 e Daniel 7:1, 8:1).
Fenômenos físicos acompanham os profetas enquanto em visão (Daniel 10:8-10 e 17-18).
A fonte das mensagens que os profetas recebem em visão é o Espírito Santo ( 2 Pedro 1:21 e Amós 3:7).
O dom de profecia não é apenas a habilidade de prever o futuro e os profetas bíblicos não foram perfeitos, eram seres humanos comuns.
Podemos provar as profecias e os profetas. A profecia verdadeira deve se cumprir, deve estar de acordo com o todo bíblico, deve produzir paz no coração (Deuteronômio 18:21-22, Apocalipse 22:18-18 e Colossenses 3:15).
Há 3 grupos de profetas na Bíblia: 1) Aqueles cujas revelações recebidas estão registradas na Bíblia; 2) Aqueles que transmitiram as orientações de Deus apenas de forma oral; e 3) Os que receberam o dom, mas seus nomes não constam na Bíblia.
Uma das marcas da Igreja Remanescente de Deus, de acordo com Apocalipse 12:17, é que ela não somente guardaria os mandamentos de Deus, mas também teria o Testemunho de Jesus que, segundo Apocalipse 19:10 e 22:9, é o Dom Profético.
Nós cremos que o Dom Profético se cumpriu na vida de Ellen Harmon, que depois de casada passou a Ellen G. White, em razão do nome de seu esposo Tiago White. Viveu desde 1827 até 1915. Escreveu cerca de 60 volumes e 4500 artigos e milhares de cartas.
Os escritos de Ellen White não constituem um substitutivo para a Bíblia. Não podem ser colocados no mesmo nível, embora tenham a mesma fonte, o Espírito Santo. Isto porque as Escrituras Sagradas ocupam posição única, uma vez que a Bíblia é o único padrão pelo qual todos os escritos devem ser julgados, inclusive os de Ellen White. Somente a Bíblia é padrão supremo. O Espírito de Profecia, como nós denominamos os escritos de Ellen White, é um guia para a compreensão da Bíblia e para aplicação de seus princípios.
O que fazer com os escritos de Ellen White?
Confirmar o fonte exata de cada trecho antes de usar.
Uma vez confirmado o trecho, ter certeza exata do contexto histórico.
O Espírito de Profecia não é uma vara para oprimir as pessoas.
Não buscar novas doutrinas no Espírito de Profecia.
Distinguir a aplicação literal e a aplicação espiritual dos textos citados.
Lembrar que o Espírito de Profecia não foi dado como guia infalível para informações periféricas.
Por fim deixo aqui dos textos para nossa meditação:
1) “Crede no Senhor vosso Deus e estareis seguros, e crede nos Seus profetas e prosperareis”. 2 Crônicas 20:20.
2) “Não extingais o Espírito; não desprezeis as profecias; examinai tudo. Retende o que é bom”. 1 Tessalonicenses 5:19-24.
Deus nos conduza com Sua poderosa mão!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário