Bom dia a todos. O tema de hoje é: “O Evangelho no Antigo Testamento”.
Quando nós estudamos a Bíblia sem preconceitos, com a mente limpa de ideias preconcebidas, descobrimos muitas verdades lindas. Verdades estas que nos escapam se estivermos com ideias formadas a respeito de um assunto ou de outro.
Um exemplo disso pode ser visto na promessa de Deus a Abraão, que diz: “Em ti serão benditas todas as famílias da terra”. Gênesis 12:3.
Veja que Deus não disse, todas as famílias dos judeus, ou de qualquer outra nação, mas, todas as família da terra. Isso sim significa inclusão total.
Os gálatas não podiam compreender isso porque tinham já uma ideia formada, de que os judeus apenas receberiam a herança e os que não fossem judeus, para que pudessem receber a bênção deveriam se tornar como.
Devemos entender que a base da aliança de Deus a Abraão estava centralizada nas promessas de Deus a ele.
O chamado de Deus a Abraão é talvez a maior ilustração do que significa a essência do evangelho, que é salvação pela fé.
Deus fez quatro promessas a Abraão. Quatro promessas incríveis porque são unilaterais. Deus fez as promessas e Abraão não prometeu nada. Deus não pediu que Abraão prometesse nada, apenas que aceitasse as promessas pela fé, só isso e nada mais.
Os fiéis de Deus sabem que não existem dois evangelhos. Há apenas um, tanto Antigo quanto Novo Testamentos ensinam a salvação pela fé.
Tenham todos um ótimo dia.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário