Bom dia a todos. O tema de hoje é: “Os Profetas como Historiadores.”
Em toda a Bíblia, os profetas usam a expressão “a Palavra do Senhor”, ou equivalentes para dizer aos leitores e ouvintes que é Deus quem está transmitindo aquela verdade e não o profeta pessoalmente.
Quando lemos o primeiro capítulo do livro de Jeremias percebemos isso claramente.
“Palavras de Jeremias, filho de Hilquias, um dos sacerdotes que estavam em Anatote, na terra de Benjamim; Ao qual veio a palavra do SENHOR, nos dias de Josias, filho de Amom, rei de Judá, no décimo terceiro ano do seu reinado.” Jeremias 1:1-2.
“E estendeu o SENHOR a sua mão, e tocou-me na boca; e disse-me o SENHOR: Eis que ponho as minhas palavras na tua boca.” Jeremias 1:9
“E veio a mim a palavra do SENHOR segunda vez, dizendo: Que é que vês? E eu disse: Vejo uma panela a ferver, cuja face está para o lado do norte.” Jeremias 1:13
O livro de Jeremias é um lembrete impressionante do poder da Palavra de Deus, que se cumpre invariavelmente nos eventos históricos.
O infinito poder de Deus, visto na história humana, também é revelado na natureza. A Bíblia não diz que Deus criou o mundo e, em seguida, o deixou por conta própria, em completa sujeição às leis naturais. Estas são, de fato, parte da forma pela qual Deus sustenta o mundo, mas todas essas leis existem apenas porque Ele as criou e mantém.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário