Quem diz o povo ser o Filho do Homem?
Mateus 16:13-17. “Tendo Jesus chegado às regiões de Cesareia de Felipe, interrogou os seus discípulos, dizendo: Quem dizem os homens ser o Filho do homem? Responderam eles: Uns dizem que é João, o Batista; outros, Elias; outros, Jeremias, ou algum dos profetas. Mas vós, perguntou-lhes Jesus, quem dizeis que eu sou? Respondeu-lhe Simão Pedro: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo. Disse-lhe Jesus: Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque não foi carne e sangue que to revelaram, mas meu Pai, que está nos céus”.
Contexto do texto, sem pretexto.
Local: Cesareia de Felipe. Norte, perto do Hermom. Estela de Tell Dan primeira vez que aparece o nome de Davi. Nascente do Jordão.
Comentar os detalhes que aconteceram antes, desde a morte de João Batista, Jesus se retirando triste para orar, alimentando as multidões e então orando sozinho, andando sobre as águas, curando em Genesaré, a segunda multiplicação dos pães. Depois do texto Jesus prediz sua morte e vem a transfiguração.
Detalhes:
1. O que o povo diz?

João Batista: O maior dos nascidos de mulher, Mateus 11:11.
Elias: Subiu ao céu num redemoinho, 2 Reis 2:11.
Jeremias: Profeta da esperança em tempos de crise.
Algum dos profetas: Isaías, Ezequiel, Daniel, Joel, Amós…
O que os outros dizem não é o mais importante.
2. E vocês o que dizem?
Pedro: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo”!
Resposta pessoal. Isso faz diferença. João 17:3, “E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste”.
3. É Deus quem nos revela Seu Filho. A verdadeira revelação de Cristo é algo sobrenatural, que vem de Deus.
Quem é Jesus pra você?
Pedro respondeu com o coração. O Cristo, o Filho do Deus vivo.
O Cristo, o Messias esperado, João 4:25-26. Mulher samaritana.
O Filho do Deus vivo, será chamado filho do altíssimo, Lucas 1:32.
O Testemunho de João.
João escreveu o seu evangelho para provar que Jesus era Deus sob a forma humana. No capitulo inicial ele afirma “No principio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. E o Verbo fez-se carne, e habitou entre nós, e nós vimos a Sua glória, como a glória do Unigênito do Pai”. João 1:1 e 14.
E perto da conclusão do seu evangelho ele diz: “Na verdade, fez Jesus diante dos discípulos muitos outros sinais que não estão escritos neste livro, estes, porém, foram registrados para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em seu nome”. João 20:31.
As Escrituras testificam da divindade de Jesus Cristo.
Uma pequena amostra:
“Portanto o Senhor mesmo vos dará um sinal: eis que uma virgem conceberá, e dará à luz um filho, e será o seu nome Emanuel”. Isaías 7:14.
“Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o governo estará sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai Eterno, Príncipe da Paz”. Isaías 9:6.
“E tu, Belém-Efrata, pequena demais para figurar como grupo de milhares de Judá, de ti me sairá o que há de reinar em Israel, e cujas origens são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade”. Miqueias 5:2.
“Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, o qual será chamado Emanuel, que traduzido é: Deus conosco.” Mateus 1:23.
“No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e, sem ele, nada do que foi feito se fez. A vida estava nele e a vida era a luz dos homens”. João 1:1-4.
“Por isso os judeus perseguiram a Jesus, porque fazia estas coisas no sábado. Mas Jesus lhes respondeu: Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também. Por isso, pois, os judeus ainda mais procuravam matá-lo, porque não só violava o sábado, mas também dizia que Deus era seu próprio Pai, fazendo-se igual a Deus”. João 5:16-18.
“Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que antes que Abraão existisse, eu sou”. João 5:28.
“Se vós me conhecêsseis a mim, também conheceríeis a meu Pai; Quem me viu a mim, viu o Pai”. João 14:7 e 9.
“Agora, pois, glorifica-me tu, ó Pai, junto de ti mesmo, com aquela glória que eu tinha contigo antes que o mundo existisse”. João 17:5.
“Respondeu-lhe Tomé: Senhor meu, e Deus meu! Disse-lhe Jesus: Porque me viste, creste? Bem-aventurados os que não viram e creram”. João 20:28-29.
“De quem são os patriarcas; e de quem descende o Cristo segundo a carne, o qual é sobre todas as coisas, Deus bendito eternamente. Amém”. Romanos 9:5.
“Para nós, há um só Deus, o Pai, de quem são todas as coisas e para quem nós vivemos; e um só Senhor, Jesus Cristo, pelo qual existem todas as coisas, e por ele nós também”. 1 Coríntios 8:6.
“Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, o qual, subsistindo em forma de Deus, não considerou o ser igual a Deus coisa a que se devia aferrar, mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, tornando-se semelhante aos homens.” Filipenses 2:6-7.
“Porque nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades; tudo foi criado por ele e para ele. Ele é antes de todas as coisas, e nele subsistem todas as coisas; também ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio, o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência, porque aprouve a Deus que nele habitasse toda a plenitude, e que, havendo por ele feito a paz pelo sangue da sua cruz, por meio dele reconciliasse consigo mesmo todas as coisas, tanto as que estão na terra como as que estão nos céus”. Colossenses 1:16-20.
“Porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade”. Colossenses 2:9.
“Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, nestes últimos dias a nós nos falou pelo Filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas, e por quem fez também o mundo; sendo ele o resplendor da sua glória e a expressa imagem do seu Ser, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo ele mesmo feito a purificação dos pecados, assentou-se ã direita da Majestade nas alturas, feito tanto mais excelente do que os anjos, quanto herdou mais excelente nome do que eles. Pois a qual dos anjos disse jamais: Tu és meu Filho, hoje te gerei? E outra vez: Eu lhe serei Pai, e ele me será Filho? E outra vez, ao introduzir no mundo o primogênito, diz: E todos os anjos de Deus o adorem. Ora, quanto aos anjos, diz: Quem de seus anjos faz ventos, e de seus ministros labaredas de fogo. Mas do Filho diz: O teu trono, ó Deus, subsiste pelos séculos dos séculos, e cetro de equidade é o cetro do teu reino”. Hebreus 1:1-8.
“Eu sou o Alfa e o Ômega, diz o Senhor Deus, aquele que é, e que era, e que há de vir, o Todo-Poderoso”. Apocalipse 1:8.
Estratégias satânicas:
1. Contrariar as ordens de Deus. Não morrerás.
2. Destruir a Bíblia. Queimando-a. Evolucionismo de Darwin.
3. Tirar Jesus do centro do plano de salvação. Santos por exemplo.
Eu não tenho tempo para dissertar sobre as teorias Pré-Lapsariana e Pós-Lapsariana:
Temas estes que ocuparam as discussões por séculos e mais séculos, e ainda hoje assombram alguns cristãos. A humanidade de Jesus.
a) Jesus era como Adão antes do pecado.
b) Jesus era como Adão depois do pecado.
Mas posso afirmar a você que pelo conhecimento que eu tenho da Bíblia e do Deus da Bíblia, Jesus era moral e espiritualmente como Adão antes do pecado. Não tinha pendor para o pecado, não tinha paixão ou qualquer inclinação para pecado.
E morfológica e fisicamente Jesus era como Adão depois do pecado. Jesus sentia frio, fome, sede, cansaço e veio na estatura dos homens de sua época.
Vamos entender que a queda do homem, ou o pecado, causou 2 consequências primárias.
1) DEBILIDADES INOCENTES, coisas como fome, dor, fraqueza, sofrimento, etc.
2) PROPENSÕES PECAMINOSAS, que são propensões, inclinações ou tendências para o pecado. Jesus assumiu as debilidades inocentes, mas não as propensões pecaminosas.
Jesus Cristo participou das consequências do pecado, às quais todos estamos sujeitos, mas não do próprio pecado.
Um Conselho Sábio:
“Sede cuidadosos, extremamente cuidadosos quanto a como vos ocupais com a natureza humana de Cristo. Não O coloqueis diante do povo como um homem com as propensões do pecado. Ele é o segundo Adão. O primeiro Adão foi criado puro, impecável, sem uma mancha de pecado sobre si; ele era a imagem de Deus. Jesus Cristo, poderia ter caído, mas nem por um momento existiu nEle uma propensão má. Nunca, de forma alguma, deixe a mais leve impressão sobre as mentes humanas que uma mancha de corrupção, ou inclinação para corrupção apegou-se a Cristo, ou que Ele de alguma forma cedeu à corrupção. Que cada ser humano seja advertido contra a ideia de tornar Cristo totalmente humano tal como um de nós; isto não pode ser. Devemos evitar toda e qualquer questão relativa à humanidade de Cristo que esteja sujeita a ser mal interpretada. Pois, a verdade e a suposição estão muito próximas uma da outra”. Carta 8, de 1895, Comentário Bíblico Adventista, vol. 5, pág. 1260.
Vou apresentar apenas 2 argumentos bíblicos:
1. Hebreus 7:26, “Com efeito, nos convinha um sumo sacerdote como este, santo, inculpável, sem mácula, separado dos pecadores e feito mais alto dos que os céus”. A) “Cristo é chamado o segundo Adão. Em pureza e santidade, unido com Deus e amado por Deus, Ele começou onde o primeiro Adão começou Ele cruzou o chão onde Adão caiu, e redimiu o fracasso de Adão.” Youth’s Instructor, June 2, 1898. B) “Ele venceu Satanás na mesma natureza sobre a qual no Éden Satanás obteve a vitória.” Youth’s Instructor, June 2, 1898.
2. Hebreus 2:14 e 17, “Visto, pois, que os filhos têm participação comum de carne e sangue, destes também ele, igualmente, participou, para que, por sua morte, destruísse aquele que tem o poder da morte, a saber, o Diabo. Por isso mesmo, convinha que, em todas as coisas, se tornasse semelhante aos irmãos, para ser misericordioso e fiel sumo sacerdote nas coisas referentes a Deus e para fazer propiciação pelos pecados do povo”. A) “Cristo, que não conhecia o mínimo vestígio de pecado ou contaminação, tomou nossa natureza em seu estado deteriorado.” Mensagens Escolhidas, vol. 1, p. 253. B) “Cristo assumiu a natureza humana enfraquecida com quatro mil anos de pecado.” O Desejado de Todas as Nações, p. 49.
E mesmo assim era plenamente Deus e plenamente homem.
E para você quem é Jesus?
Qual será nossa resposta individual?
Só seremos salvos se nossa resposta pública sobre a pessoa de Cristo estiver correta.
Lucas 12:8-9 – “E digo-vos que todo aquele que me confessar diante dos homens também o Filho do homem o confessará diante dos anjos de Deus. Mas quem me negar diante dos homens será negado diante dos anjos de Deus”.
O único que pode nos salvar é Jesus.
Atos 4:12 – “E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos”.
Atos 13:38-39 – “Seja-vos, pois, notório, homens irmãos, que por este se vos anuncia a remissão dos pecados. E de tudo o que, pela lei de Moisés, não pudestes ser justificados, por ele é justificado todo aquele que crê.”
Lucas 24:46-48 – “E disse-lhes: Assim está escrito, e assim convinha que o Cristo padecesse, e ao terceiro dia ressuscitasse dentre os mortos, E em seu nome se pregasse o arrependimento e a remissão dos pecados, em todas as nações, começando por Jerusalém. E destas coisas sois vós testemunhas”.
Romanos 10:12-13 – “Porquanto não há diferença entre judeu e grego; porque um mesmo é o Senhor de todos, rico para com todos os que o invocam. Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo”.
Aos 16:30-31 – “E, tirando-os para fora, disse: Senhores, que é necessário que eu faça para me salvar? E eles disseram: Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa.”
Atos 2:38 – “E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo”.
Só 2 respostas possíveis:
Pilatos – lavou as mãos!
Tomé – Senhor meu e Deus meu!
O que você vai responder?

Pastor Stina
Pastor Sênior da Igreja do UNASP-SP
25/06/2016

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário